Eurotrip low cost: dicas para viajar barato de verdade na Europa

Se você não tem dinheiro de sobra e quer viajar precisa ficar sempre alerta para promoções de passagens e hospedagens. Esses são os gastos que vão pesar mais no seu orçamento. Economizar nesses dois quesitos fará muita diferença se a viagem for para algum lugar onde o custo de vida é alto.

Tenho o costume de ler textos sobre como gastar pouco em viagens e percebo que muitos são feitos não para quem quer gastar pouco, mas para quem quer gastar menos. Por isso seguem algumas dicas para ajudar quem realmente tem um orçamento baixo para as férias.

Como economizar nas passagens

dicas-foto-1
Sim, os europeus dão carona!

Seja por terra ou ar, a passagem é sempre o item mais caro da viagem. Não se engane pela propaganda dos que dizem que “é muito barato” viajar na Europa. Não é bem assim.

Apenas se você planejar com antecedência poderá comprar passagens realmente muito baratas. Isso vale também para ônibus. Mas convenhamos, quem vai fazer isso se a ideia de viajar por terra é justamente ter flexibilidade? E mais: geralmente essas passagens não podem ser alteradas ou, caso possam, é cobrada uma taxa maior que o valor da passagem.

Se você pretende viajar de avião, é bom começar a buscar a passagem com pelo menos 1 mês de antecedência para garantir bons preços e ficar muito atento aos sites de promoções. A melhor plataforma de pesquisa de preços de todas as companhias aéreas low cost na Europa é o Skyscanner. Outro excelente buscador é o GoEuro, que compara preços de passagens de avião, ônibus e trem.

Mas a minha dica para quem quer economizar de verdade é, sempre que possível, esquecer o avião, o ônibus ou o trem e usar meios alternativos de transporte. O Blablacar é o mais conhecido deles. Motoristas publicam suas viagens e vendem espaço através da plataforma. É sempre mais barato do que os meios de transporte tradicionais e você ainda aproveita a viagem para conhecer gente diferente e praticar outro idioma. Mas atenção para dois detalhes: 1) o pagamento precisa ser feito online, com cartão de crédito ou débito e 2) a empresa cobra uma taxa de cerca de 20%, o que deixa uma passagem de 10 euros, por exemplo, na casa dos 12. Na Espanha, há um genérico do Blablacar que não cobra taxas e nem exige pagamento antecipado: o Amovens.

E outra: se a viagem é de grupo (mais de 3 pessoas), alugar um carro pode ser mais econômico. Em geral o preço das diárias na Europa é bem gentil (algo em torno de 15 euros), mas é preciso ter cuidado com armadilhas do contrato e verificar bem a política de combustível da empresa locadora para não ter problemas.

Mas se o seu orçamento é zero, também há como viajar de graça. Basta ir para a beira da estrada, caprichar na plaquinha e no sorriso e pedir carona. Em Portugal e na Espanha é um pouco mais difícil, mas você consegue se persistir algumas horas num ponto estratégico de saída de cidade. No norte da Europa a cultura da carona é mais difundida e você conseguirá, com certeza, fazer algum trecho de graça. Lembre-se que você está em um lugar onde, a não ser que você seja muito azarado, ninguém vai te assaltar, sequestrar ou roubar seus órgãos.

Dicas para pagar menos na hospedagem

dicas foto 4.jpg
Você não precisa dormir na praça pensando nela para economizar em hospedagem

O segundo item que mais pesa no bolso dos mochileiros é a hospedagem, por isso é preciso pesquisar bem antes de reservar o lugar onde você vai ficar. Sempre uso o Booking, pois além de hotéis, também há hostels e um filtro muito útil que mostra os mais baratos primeiro. A maioria dos hostels também não cobra taxa de reserva e o Booking não acresce nenhuma comissão.

Há outros buscadores similares, como o HostelWord (só de hostels) e o Trivago (que compara os preços de todos os buscadores). Para economizar na hospedagem você vai precisar abrir mão da privacidade de ter um quarto só para você, pois eles são bem mais caros que as camas em quartos compartilhados. Minha dica é fazer do hostel apenas um lugar para deixar sua mochila, tomar banho e dormir e passar o dia inteiro na rua desbravando o destino escolhido.

Também há formas mais baratas de se hospedar pela Europa. Os preços praticados pelo Airbnb, por exemplo, em geral são mais baixos que os hotéis e hostels e você ainda pode ter a sorte de ficar num quarto sozinho numa casa com gente legal. O único problema que vejo no Airbnb é que a reserva deve ser feita com antecedência, pois ainda depende do proprietário aceitar e confirmar a sua hospedagem.

A cultura do couch é muito forte e funciona muito bem na Europa. As pessoas gostam de abrir suas casas e ceder um sofá por uma ou duas noites para estrangeiros viajantes. Para isso, você precisará se apresentar, explicar os motivos da sua viagem, provar que é uma pessoa legal e, claro, contar com a sorte. Faça um perfil no Couchsurfing, e mantenha sempre atualizado. Se estiver morando aqui, abra a sua casa para receber pessoas também. É uma ótima maneira de fazer amizades e ter contatos que poderão hospedar você numa viagem próxima. Além do Couchsurfing oficial, há centenas de grupos no Facebook de brasileiros que vivem na Europa e estão dispostos a receber viajantes.

 

Leia também dicas de como economizar durante a viagem com coisas básicas como passeios, comida, água e internet.

Anúncios

3 comentários sobre “Eurotrip low cost: dicas para viajar barato de verdade na Europa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s