Você também vai se apaixonar por Cabo Polonio

cabopolonio4.jpg
A vila de pescadores de Cabo Polonio vista do farol

Cabo Polonio é uma vila de pescadores quase inacessível perdida no litoral do Uruguai onde a energia elétrica ainda não chegou. Quase todas as casas são extremamente simples, sem muito luxo, mas com um conforto que lembra aquele abraço de avó. O povoado fica dentro de um parque natural que leva o mesmo nome onde os carros não são permitidos (nem possíveis) e a tranquilidade só é interrompida quando o famoso patriarca dos lobos-marinhos visita a praia e atiça os turistas ávidos por uma foto do gigantesco animal.

cabopolonio1.jpg
Esqueça o carro. Para chegar em Cabo Polonio você vai precisar andar num desses

O povoado está localizado a 260 km de Montevidéu, a capital uruguaia. Para chegar até lá você pode ir de carro ou ônibus. Há várias linhas que param na entrada do Parque Nacional de Cabo Polonio, um local com estrutura para orientar os visitantes. Ali você precisa se despedir do carro, se esse foi o meio de transporte escolhido. Para chegar é preciso embarcar nos caminhões 4×4 que podem vencer os desafios do caminho até o povoado. A viagem de ida e volta deve ser comprada na recepção do parque e custa bem pouco.

cabopolonio2.jpg
Relaxe e aproveite a viagem para chegar até Cabo Polonio

O passeio nos caminhões tracionados é divertido, pois o caminho passando por dunas, mato fechado e acúmulos de água torna a viagem de cerca de meia hora excitante. O transporte é usado principalmente pelos visitantes, assim que durante o percurso você já pode fazer amizade com um dos muitos casais de aposentados que vão passar o dia no povoado ou conhecer aquele mochileiro solitário que será o parceiro da viagem.

cabopolonio3.jpg
Aproximando de Cabo Polonio

Você vai começar a avistar Cabo Polonio quando o caminhão sair da estrada e fizer o último trecho pela praia. Ao fundo verá as pequenas casas brancas, o farol e a gigantesca duna que está ao norte da vila. O transporte deixa os visitantes na “praça” central, uma rótula de terra e areia onde vendedores de artesanato e trabalhadores dos hostels recebem os turistas e oferecem seus serviços. Fiquei hospedado no Viejo Lobo , o hostel mais tradicional do lugar, que fica ao lado da parada. Como quase todas as casas de Cabo Polonio, o hostel não tem energia elétrica, mas oferece wifi. A energia vem de um pequeno gerador eólico instalado no teto.

cabopolonio7.jpg
Perto do farol há o santuário dos lobos-marinhos

O grande fluxo de turistas está mudando um pouco Cabo Polonio. Há alguns restaurantes e hotéis mais estruturados (e caros), os quais não recomendo se você não quer a sensação de estar num resort, mas sim numa verdadeira e autêntica vila de pescadores do século passado. Além dos muitos hostels, outra opção barata de hospedagem é alugar uma casa. Como muitos moradores deixaram o local ou só vão para lá em determinados períodos do ano, há muitas para aluguel por dia. Se o grupo é grande, vale a pena financeiramente.

cabopolonio10.jpg
Tem como não fazer uma foto disso?

Uma vez estabelecido em Cabo Polonio, o melhor que há para fazer é nada. Nos dias que fiquei lá fiz muito nada caminhando pelas praias próximas, apreciando a vista de cima do farol, andando sem rumo pelas dunas, esperando o pôr-do-sol colorir o céu sentado nas pedras ou observando a vida deboísta dos lobos-marinhos.

maxresdefault
O chefe

Os lobos-marinhos são a atração animal do lugar. Em frente ao farol há uma área de pedras cercada onde muitos ficam esperando o amor. Alguns metros mar à dentro você vai avistar um conjunto de duas pequenas ilhas, que é o santuário (ou motel) deles. Um pescador explicou que na ilha ficam as fêmeas e o lobos-marinhos pegadores, enquanto na parte continental perto do farol estão só os machos solteiros (ou rejeitados).

cabopolonio8.jpg
Ao norte do povoado, nas dunas, o melhor lugar para curtir a vista da região

Pegue comida, água (ou chimarrão) e saia caminhando em direção ao norte. Ande pelas praias e pelas dunas. Além da paisagem natural muito bonita, você pode descobrir lugares incríveis. Há lagos naturais formados pela chuva entre as dunas e, no extremo norte, uma pedra onde foi pintado o símbolo de um time de futebol uruguaio de onde você terá uma vista da vila de Valizas e da Lagoa de Castillos.

cp 2.JPG
Que vista!

À noite você tem duas opções, além de aproveitar o silêncio para dormir como um bebê e acordar cedo no outro dia para apreciar o bonito amanhecer do povoado: na rua principal há vários bares e restaurantes simples e baratos onde as mesas são iluminadas por velas e com sorte poderá curtir a apresentação de um músico local. Outra dica é se afastar um pouco da vila para observar o céu incrivelmente estrelado. A falta de luz artificial ajuda a produzir um cenário inesquecível, com um céu com tantas estrelas como aposto que poucas vezes você viu na vida.

cb 1.JPG
Cerveja à luz de velas e ao som da música local

Cabo Polonio aparece com frequência nas listas dos lugares mais bonitos para visitar na América Latina. E não é por acaso. Se você quer desligar um pouco do mundo, ficar sem sinal no celular e apenas aproveitar a natureza fazendo muitos nadas, inclua o povoado uruguaio no seu próximo roteiro de viagem.

cp 3.PNG
Fazendo muitos nadas

O que fazer em Cabo Polonio:

Bares à luz de velas: a rua principal tem várias opções, todos são baratos e em alguns há música ao vivo. As mesas são iluminadas por velas e a dica culinária é o peixe fresco.

Dunas: se perder pelas dunas ao norte do povoado para descobrir lugares escondidos e apreciar Cabo Polonio vista de longe.

Farol: subir no farol custa pouco (não lembro exatamente quanto) e proporciona uma vista incrível do lugar. Vá no final da tarde e pegue o pôr-do-sol, mas tenha atenção ao horário de fechamento.

Lobos-marinhos: perto do farol há um local cercado onde há vários animais. Dali é possível ver também as duas ilhas onde os mais felizes estão se reproduzindo.

Artesanato: comprar o artesanato produzido pelos moradores locais é uma boa pedida.

Cavalos: há serviços de passeios a cavalo pelas dunas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s